Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Últimas Notícias

Até agosto, mais de 14 mil postos de trabalho já tinham sido fechados pelos bancos


29/09/2017
Bancários na Luta, edição 8

De acordo com os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, os bancos fecharam 14.460 postos de trabalho entre janeiro e agosto. Uma tragédia!



A ironia disso é que o setor bancário segue sendo o mais lucrativo do país. Somente no primeiro semestre, os quatro maiores bancos (Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander) tiveram lucro líquido de R$ 31,4 bilhões, 22,6% a mais que no mesmo período do ano passado.

Os "bancos múltiplos com carteira comercial" (categoria da qual fazem parte BB, Itaú, Bradesco e Santander) foram responsáveis pelo fechamento de 7.347 postos; a Caixa, de 6.845 postos.

Faixa etária

Os bancários admitidos no período concentraram-se na faixa etária até 39 anos de idade. Os desligamentos concentraram-se nas faixas etárias superiores a 25 anos e, especialmente, entre 50 a 64 anos, com fechamento de 11.614 postos de trabalho. Os saldos são positivos apenas para as faixas de idade até 29 anos.
 
Desigualdade salarial entre homens e mulheres

As 7.677 mulheres admitidas nos bancos entre janeiro e agosto de 2017 receberam, em média, R$ 3.540,35. Esse valor corresponde a 69,2% da remuneração média auferida pelos 7.735 homens contratados no mesmo período.

A diferença de remuneração entre homens e mulheres é observada também na demissão. As 15.166 mulheres desligadas dos bancos entre janeiro e agosto de 2017 recebiam, em média, R$ 6.629,66, o que representava 78,6% da remuneração média dos 14.706 homens que foram desligados dos bancos no período.


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br