Quinta-feira, 14 de dezembro de 2017
Itaú

Na Bahia, Itaú é condenado a pagar multa de R$ 1 milhão


13/03/2017
Bancários na Frente, edição 27

O juiz titular da 1ª Vara do Trabalho de Vitória da Conquista (BA), Sebastião Martins Lopes, condenou o Itaú por dano moral coletivo por conta de uma ação de denúncia de discriminação, abuso de poder hierárquico e humilhação.

Em 2014, o sindicato dos bancários local procurou o Ministério Público do Trabalho para ajuizar uma ação civil pública detalhando os casos de desrespeito, coação, falta de ética, perseguição aos funcionários que apresentavam atestados médicos, manipulação das folhas de ponto para não pagar horas extras, imposição de viagens durante a madrugada e constantes ameaças de demissão.

As acusações foram provadas através de documentos e depoimentos, e ficou evidenciado que o Itaú não apurou e não puniu o gerente assediador, mesmo após denúncias do RH do banco.

Assim sendo, o juiz entendeu que os danos físicos e psicológicos causados aos bancários são inimagináveis. Ele diz que foram feridos os princípios da dignidade humana e da valorização do trabalho e também relacionou os acontecimentos ao período da escravidão. O assediador foi afastado sob pena de multa.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, o Itaú é hoje o banco que mais assedia os funcionários, transferindo-os unilateralmente, recusando-se a emitir CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) e praticando várias outras formas de assédio. Estamos de olho!


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br