Sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Caixa Econômica Federal

TRABALHADORES SOB ATAQUE! BB e Caixa anunciam fechamento de agências e corte de funcionários

Avanço do governo Temer sobre os principais bancos públicos já era esperado. Trabalhadores precisam construir a luta!

Bancários na Frente 22
06/12/2016

No último dia 20, um domingo, o Banco do Brasil comunicou, por meio de Fato Relevante, que tomaria "um conjunto de medidas para reorganização institucional". Essa "reorganização", que será implementada ao longo de 2017, consiste, basicamente, em:  fechamento de agências e corte de funcionários.


Fechamento de agências

O banco informou que 379 agências serão transformadas em postos de atendimento (PAs) e 402 serão desativadas, e até já divulgou a relação das agências no alvo da "reorganização", mostrando que, das 402 a serem fechadas, 222 estão no estado de São Paulo -- 55 delas somente na capital. Também serão eliminadas 31 superintendências regionais e três diretorias.

Na base territorial do Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, seis agências serão fechadas (a 13 de Maio, em Agudos, a Duartina, em Duartina, a Tiradentes, em Santa Cruz do Rio Pardo, e as agências Nações Unidas, Getúlio Vargas e Rodrigues Alves, em Bauru) e três virarão postos de atendimento (a agência Fórum, em Bauru, a Cidade do Livro, em Lençóis Paulista, e a Jardim Piraju, em Piraju). Além dessas agências, o BB também fechará o "Setor Público Bauru", área-meio que atende a prefeituras.

Sindicato já fez contato com a Superintendência Estadual e acompanhará a realocação do pessoal das agências que serão fechadas. Por enquanto, estão garantidos quatro meses de "esmolão" (VCP), a partir de 1o de fevereiro. O movimento sindical pleiteia a ampliação desse prazo para um ano, tempo que deve ser suficiente para a realocação de todos sem prejuízo salarial.

Sindicato também fará um ato público no dia 7 para denunciar o descaso do BB com seus funcionários e clientes. Além disso, pretende concluir até o final da semana uma iniciativa jurídica contra a reestruturação.


Corte de funcionários

Paralelamente, o banco também aprovou um "Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI), com período de adesão voluntária até 9 de dezembro". Segundo o banco, "atualmente, até 18.000 funcionários estariam aptos a aderir voluntariamente ao plano".

Não custa lembrar que em 2015 o BB promoveu um plano de demissão voluntária ao qual aderiram cerca de 5 mil funcionários, ou 27% do público alvo. A diferença é que no plano do ano passado, o incentivo para a adesão era de sete salários, e agora o incentivo é de doze a quinze salários.




Caixa, você também?

Apesar de não ter dado muitos detalhes, o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, já afirmou que o banco está com um novo programa de incentivo à aposentadoria "quase pronto". A notícia foi publicada no site do jornal O Globo em 21 de novembro.

Depois de participar de uma reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Occhi disse à reportagem que o novo programa "pode atingir cerca de 11 mil funcionários" e que ainda não foi feito porque a Caixa precisa de R$ 1,2 bilhão para pagar incentivos e direitos.

A instituição ainda também estuda a possibilidade de fechar 100 agências que não dão lucro, além de abrir o capital de duas empresas: a Lotex e a Caixa Seguridade.

Ambas as reestruturações já estavam previstas no governo Dilma, mas Temer as está acelerando porque quer privatizar o maior número possível de empresas públicas. Só a luta fará Temer recuar!






Funcionários do BB desaprovam reestruturação: mais sobrecarga, mais assédio, mais trabalhadores doentes... Chega!


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br