Quarta-feira, 22 de novembro de 2017
Bradesco

Justiça condena Bradesco por cobrança de metas


25/10/2017
Bancários na Luta, edição 10

Por unanimidade, a Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) condenou o Bradesco a pagar uma indenização por dano moral no valor de R$ 50 mil a uma ex-gerente que teve quadro de depressão agravado em função das condições de trabalho.

Para os ministros da turma, o agravamento da doença foi diretamente influenciado pela cobrança de metas excessivas, que implicavam críticas do superintendente feitas em público e de maneira depreciativa.

A bancária alegou que conseguia cumprir os objetivos até a saída de um gerente de contas de sua equipe sem a redução proporcional das metas nem a nomeação de um novo gerente em tempo razoável.

O superintendente não atendia seu pedido para a reposição de pessoal e, segundo testemunhas, cobrava, de forma enfática, o alcance de resultados. Após avaliação de desempenho, o banco a despediu sem justa causa, enquanto apresentava episódio depressivo grave.


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br