Sábado, 21 de outubro de 2017
Santander

Bancária do Santander é reintegrada após 13 anos de luta do Sindicato

Vitória dos trabalhadores! Bancária vai receber os salários referentes a todo o período em que esteve ilegalmente demitida

Bancários na Frente 032
04/05/2017



Em 6 de abril, passados treze anos de sua demissão, a bancária Rosely Fátima Paccola Telatin foi finalmente reintegrada ao quadro de funcionários do Santander.

Ela começou a trabalhar no extinto Banespa em 1985. Em 1997, após doze anos atuando como escriturária (carimbando cheques, somando, digitando...), ela foi diagnosticada como portadora de tenossinovite e epicondilite. Sentindo dores insuportáveis, ela teve de se afastar do trabalho.

Ficou afastada por nove meses, voltando ao trabalho em dezembro do mesmo ano, mas teve de se afastar novamente em 1999 e, ainda outra vez, em 2002. Foi dispensada sem justa causa em 19 de fevereiro de 2004.

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região acionou a Justiça imediatamente, exigindo a reintegração da trabalhadora, visto que a demissão foi irregular, sem a realização do exame médico demissional. A bancária passou por exame e perícia só depois de ter sido demitida, e os exames atestaram a gravidade de suas doenças -- o INSS até lhe concedeu o benefício do auxílio doença acidentário. Mas já era tarde. O banco é que deveria ter prestado a assistência necessária à empregada, emitindo, inclusive, a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT).

Em resumo, o banco recorreu até onde foi possível para impedir a trabalhadora de ser reintegrada, mas não conseguiu. O Tribunal Superior do Trabalho (TST) manteve as decisões das duas instâncias anteriores, condenando o banco a pagar os salários de todo o tempo em que a bancária esteve demitida. Vitória!


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br