, 17 de dezembro de 2017
Banco do Brasil

BB impõe meta de vendas para os caixas


10/07/2017
Bancários na Frente, edição 39

Como se não bastasse a responsabilidade de lidar com numerário o dia todo, correndo o risco de ter de pagar do próprio bolso eventuais diferenças, os caixas do Banco do Brasil ganharam mais um motivo para se preocupar: vender OuroCap, o título de capitalização do banco.



Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, a função dos caixas não é vender produtos. A única preocupação desses funcionários deve ser com os valores que movimentam durante o expediente. A venda de produtos é tarefa do pessoal da área de negócios.

A imposição de metas de vendas para os caixas ocorre ao mesmo tempo em que o BB começa a extinguir convênios que permitiam aos clientes e usuários pagarem contas como de água e luz, IPTU e boletos do Detran.

Ou seja: o BB elimina uma tarefa que era verdadeiramente dos caixas para impôr outra tarefa que não tem nada a ver com eles.

Esses absurdos fazem parte da reestruturação do BB pelo governo Temer e são mais uns passos rumo à privatização do banco. O que se pretende é enxugar ao máximo a instituição para facilitar sua venda. O BB já fechou mais de 500 agências em todo o país em 2017 e extinguiu 9,9 mil postos de trabalho no período de um ano (entre março de 2016 e março de 2017). Por isso, é preciso que os funcionários estejam unidos, organizados e mobilizados na defesa do banco, de seus direitos e de seus empregos.

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região não aceitará que o BB vincule a GDP (Gestão de Desempenho Profissional) dos caixas à venda de produtos. Quem sofrer esse tipo de ameaça, de ter a GDP rebaixada por conta de vendas, deve imediatamente entrar em contato com a entidade.


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br